segunda-feira, setembro 07, 2009

As meninas

Ayla. Yara. Amanda. Muitos "A"s. Muito som.

Ocupam um espaço imenso tanto pelo ruído que podem fazer ao mesmo tempo, como com a ternura que evocam em meu coraçao.

Cada uma, tao única, que nao parecem que compartem a mesma genetica. Únicas na maneira de se relacionar com o mundo, únicas nos traços físicos.

Paso horas eternas com elas. Às vezes, disfruto cada segundo, olhando embobada cada gesto delas, cada frase, cada reaçao. As vezes, nao sou mae sufuciente porque o enxame de perguntas e de pedidos de atençao nao sao compatíveis com a letargia dos meus neuronios cansados.

Sao lindas. Agradeço todos os dias ao universo por te-las aqui comigo. Por poder compartir este dia mais ao seu lado, como mae - e as vezes orca!
Agora, com licença, que a Amanda acordou, e tenho que ir...

Nenhum comentário: